Arquivo de Tag: literatura marginal

Penitência [conto]

OUVERTURE: Théo não queria matar Júnior, foi um acidente. 1° Ato: Negação A cabeça do Carlos na privada e o Nelson e o Pedro rindo em volta com Théo gritando vai virar homem!… Continuar lendo

Charles Bukowski desembucha – Por Arnold L. Kaye (1963) [tradução]

Tradução Livre | Eder Capobianco * Publicado originalmente no jornal Chicago Literary Times, em março de 1963. Para o entrevistador, Charles Bukowski é como o Ieti para um explorador do Himalaia. Ele é… Continuar lendo

Como Chuck Palahniuk se tornou o queridinho da direita alternativa e da Antifa – Por Maya Kroth (2018) [tradução]

Tradução Livre | Eder Capobianco *Entrevista publicada originalmente no portal Medium – GEN em 18 de dezembro de 2018. O autor de Clube da Luta fala sobre arte, política e o que acontece… Continuar lendo

Kid Neb: bêbado e distópico [contos] (e-book)

  Kid Neb: bêbado e distópico (2020) Os nove contos reunidos nesta coletânea mostram que Neb fez uma escolha: a que sobrou. Guiado pelo instinto de sobrevivência de quem não pode ser notado… Continuar lendo

Família Pereira [conto]

Foi um dia duro de trabalho. A obra estava atrasada, e todo o peso dos prazos perdidos incidia na equipe de assentadores de piso. José estava com as costas doloridas de ficar abaixado… Continuar lendo

O escritor e o público [conto]

Senti a cabeça martelando e um zumbido contínuo vindo do mundo lá fora. Qualquer coisa me faria melhor que acordar. Senhor, porque tem uma mulher pelada do meu lado na cama? Imagino que… Continuar lendo

A batalha permanente [conto]

Naquela altura já não existia mais guerra. A resistência humana tinha sido aniquilada pelas tropas mistas muito antes de alguma batalha começar. Não havia maneira racional de entender como praticamente toda a forma… Continuar lendo

O passo e a linha [conto]

1° Ato: Anderson, de 19 anos, leva um tiro na perna. O jovem tinha ido comprar, para curtir o fim de semana com os amigos, maconha e pó numa favela da zona oeste,… Continuar lendo

Bem-vindo à selva [conto]

São meia dúzia de pessoas formando um círculo num canto da praça. No meio um homem fala como se estivesse encenando um monólogo, gesticulando e andando de um lado para o outro. ……..servindo… Continuar lendo