Arquivo de Tag: crônica

Os abutres e a carne fresca [conto]

Porque ele não tinha a menor idéia do que fazia em mais da metade do tempo, e achava que não tinha nada à perder, ele só foi lá e fez, mas a Márcia,… Continuar lendo

Fatos Cotidianos 6 – Perdendo as estribeiras [conto]

Hernani era um cara comum de classe média. Um dia sua família teve algum dinheiro, mas hoje só restaram dívidas. Razoavelmente grandes. Na verdade impagáveis. O sistema tributário não ajuda. A mesma história… Continuar lendo

Crime em andamento – Jim Knipfel [tradução]

Tradução | Eder Capobianco Antimidia Minha cabeça estava em outro lugar. Não deveria estar. Eu deveria ter prestado atenção ao que estava acontecendo ao meu redor, mas em vez disso estava pensando sobre… Continuar lendo

Expurgo [conto]

Edgard era inofensivo. Sofreu Bullying na escola desde o pré-primario. Não tinha nenhum tipo de ambição ou futuro. Sabia pouco ou quase nada sobre qualquer coisa. Um verdadeiro idiota. Teve só duas mulheres… Continuar lendo

Distorcendo fatos e criando verdades [monólogo interior]

De volta ao processo de diluição mental em cocaína e álcool. Em níveis altamente elevados. Estratosféricos. Alarmante. Agressivo! Como num grande clássico. Com raça, coração, garra. Por todos que acreditam. Em contos de… Continuar lendo

Texto sem sentido, para leitura sem atenção, direcionado às pessoas sem nada para fazer [monólogo interior]

Limite. Limite da cidade, da paciência, da corda. Acorda! Vai fazer alguma coisa da vida. No Aurélio é o que representa para alguém motivo de estímulo, de amor a vida. Não tenho. Talvez consiga comprar um… Continuar lendo

Fatos Cotidianos 12 – Junkie de sorte [conto]

Eram quase meio dia quando o telefone tocou. Acordar com o telefone tocando já é sinal de um dia ruim. Se já tem alguém te procurando é por que por algum motivo você… Continuar lendo

Esta é a nova realidade. Adapte-se! [monólogo interior]

Se não está bom como está, eles podem fazer pior. Mais amargo que limão passado. Como se isso importasse. Nada pode parar esta angustia que cresce, vira vontade, e sai na forma de… Continuar lendo

Fatos Cotidianos 5 – Promiscuidades [conto]

Sexo é a melhor moeda de troca do mundo. Tudo gira em torno de uma boa trepada. Se você transa com sua chefe uma vez, vira o queridinho. Se o ato se consuma… Continuar lendo