Arquivo de Tag: contos

Discurso do banquete – Por William Faulkner (1950) [tradução livre]

Tradução Livre | Eder Capobianco William Faulkner realizou este discurso no Banquete do Nobel, no City Hall em Estocolmo, em 10 de dezembro de 1950. Senhoras e Senhores, Sinto que este prêmio não… Continuar lendo

Literatura e Ciência – Por Matthew Arnold (1882) [tradução livre]

Tradução Livre | Eder Capobianco Publicado originalmente no periódico Popular Science Monthly, Volume 21, de outubro de 1882. “Nenhuma sabedoria, nem conselho, nem inteligência, contra o Eterno!” diz o Sábio. Contra o curso… Continuar lendo

Sobre a filosofia de vida do escritor – Por Jack London (1899) [tradução livre]

Tradução Livre | Eder Capobianco Publicado originalmente na revista The Editor, edição de outubro de 1899. O charlatão literário, aquele que se contenta em fazer “obras comerciais” pelo resto da vida, economizará tempo… Continuar lendo

A vaca da fartura – por Ella Young (1910) [tradução livre]

Tradução Livre | Eder Capobianco Publicado originalmente, na Irlanda, como parte da obra Celtic Wonder-Tales (1910). Gobniu, o Ferreiro, tinha uma Vaca da Fartura. Ela andava por toda a Irlanda em um dia,… Continuar lendo

Fatalismo espanhol exemplificado por motoristas – Por Ernest Hemingway (1937) [tradução livre]

Tradução Livre | Eder Capobianco Publicado originalmente em 23 de maio de 1937 no jornal The New York Times. Tivemos um monte de chauffeurs diferentes em Madri. O primeiro deles se chamava Tomas,… Continuar lendo

Wells, Hitler e o Estado Mundial – Por George Orwell (1941) [tradução livre]

Tradução Livre | Eder Capobianco * Publicado originalmente na edição de agosto de 1941 da revista Horizon, em Londres.  “Em março ou abril, diz o sabichão, haverá um estupendo nocaute da Bretânia…O que… Continuar lendo

As aventuras de J. H. Barreiro tentando ser escritor [conto]

Acordei de novo. Dói tudo. Os malditos cupins estão comendo meu estômago enquanto leprechauns mineram minha cabeça. A julgar pelas marcas no corpo, devo ter sido surrado em algum momento da noite passada… Continuar lendo

A partida da vida [crônica]

Muriel corre, dando tudo de si para alcançar a linha de chegada. Casa na praia, carro novo e televisão de 59’’. Passa por um, por outro, desvia de obstáculos, pula atalhos. Tem a… Continuar lendo

Idade das trevas – Por Henry David Thoreau (1843) [tradução livre]

Tradução livre | Eder Capobianco Publicado originalmente na revista The Dial, Volume 3, de 1843.  Devemos ler a história tão pouco criticamente quanto consideramos a paisagem, e nos interessar mais pelas matizes atmosféricas… Continuar lendo