Fragmentos de pensamentos lisérgicos em madrugadas intermináveis [fluxo de consciência]

Todo trabalhador operário tem que pegar ônibus. E nós somos a maioria. Então quando chega o horário de pico, entre seis e nove da manhã e cinco e oito da tarde, os coletivos… Continuar lendo

Prólogo – Da série Rebeldinho Egocêntrico [crônica]

É estranho quando chega o fim do dia e você não se lembra do que estava sentindo quando acordou. De repente você acende um cigarro e parece que o dia começou ali. Você… Continuar lendo

Eu sou o Zaratustra da montanha!* [crônica]

Cheguei à conclusão do que não consigo compreender o por que as pessoas, na grande maioria dos casos, não pensa como eu. Tudo bem, é meio egocêntrico o tema. Mas analisando friamente, esta… Continuar lendo

O que vai mudar depois dos 50? [crônica]

Para espanto de alguns, a vida depois dos 50 não é nem melhor nem pior do que antes, é quase igual. Para que os mais inexperientes entendam, é como fazer 18 anos. Não… Continuar lendo

Pós-morte e sentença de Reginaldo [conto]

“Putz, acho que me livrei dessa.”     “Não se livrou.”     “Hã? Quem é você?”     “Quem eu parece ser?”     “O Diabo!”     “Bingo! Como bônus você… Continuar lendo

Escritor Falido [conto]

  Tem uma coisa muito errada acontecendo. Não da para apontar o que é. É uma coisa tão óbvia que chega a ser absurdo.     A semana passa um procurador de justiça… Continuar lendo

F. P. B. (Família Padrão Brasileira) [crônica]

O pior sintoma da decadência é o desespero. Decadente todos estamos. Mas nem todos estamos desesperados. Olhando por um determinado ponto de vista, manter as aparências não significa necessariamente arrogância ou hipocrisia. Manter… Continuar lendo

Sete dicas para quando ‘a casa cair’ [crônica]

1 – No desespero é natural se tomar uma decisão que tem efeito apenas a curto prazo. Isso é como tomar um remédio para que a dor passe e não tomar outro para… Continuar lendo