Revolta adolescente contra burrice em massa [crônica]

É muito comum escutar de jovens universitários, com intelectos razoavelmente desenvolvidos, que a mídia em geral não tem credibilidade, nem criatividade. Criticam o jornalismo como um todo sem saber a diferença entre artigo… Continuar lendo

A Miséria do Jornalismo Brasileiro – Juremir Machado da Silva [resenha]

Nas palavras de Juremir Machado da Silva, “todos sonham em brilhar na mídia. Os fracassados atacam – na”. Esta pode ser a primeira impressão que se tem ao ler A Miséria do Jornalismo… Continuar lendo

A um passo do céu [crônica]

Morar no Amazonas é padecer no paraíso. Um paraíso de mais de um milhão e meio de quilômetros quadrados. São mais de três milhões de pessoas curtindo este paraíso tropical. Lá esta concentrada… Continuar lendo

Tristessa – Jack Kerouac [resenha]

Lento, descritivo, poético, com pouco dinheiro e com pitadas autobiográficas. Assim são os livros de um dos ícones da geração Beat. Tristessa não é diferente. Ao contrário do que pode parecer para alguns,… Continuar lendo

Gomorra – Roberto Saviano [resenha]

Estupefato. Assim ficou Roberto Saviano diante do poder da Camorra. Tudo que ele podia fazer para tentar mudar a realidade de Nápoles e sua redondeza era escrever um livro contando tudo que viu,… Continuar lendo

Paraíso na Fumaça – Chris Simunek [resenha]

Quando alguém pega um livro e se depara com um baseado na capa, seguido do título Paraíso na Fumaça, existe uma probabilidade razoável de se pensar em apologia as drogas. Passa longe disso.… Continuar lendo

Num futuro não tão distante… [conto]

Durante uma aula de história da turma da quarta série… – Professor, eu não estou entendendo. Quer dizer que não chegamos até este ponto por causa das guerras? A culpa era do estilo… Continuar lendo

A vida [crônica]

A vida lateja. A vida não permite erros. A vida é intolerante. A vida é egoísta. A vida é violenta. A vida não perdoa. A vida não tem remorso. A vida não tem… Continuar lendo

La marea va subiendo [crônica]

A falta de sorte resulta em uma existência insignificante. Cheguei esta conclusão com 21 anos. A maioria só se toca aos 40. Sorte é essencial para uma vida bem sucedida. As pessoas acham… Continuar lendo