Arquivo da Categoria: Monólogo Interior

Explosão de desespero acumulado [monólogo interior]

O sentido da vida é para baixo. Cair, cair e cair. Malditos parasitas roedores desgraçados. Nheq nheq nheq fodendo com a minha cabeça. Sistema binário do caralho. Será que o filho da puta… Continuar lendo

Revolta saudável sem causa e inconsequente [monólogo interior]

Quando o mundo é pouco é porque já se perdeu o suficiente para muito nunca ser o bastante. E vem descendo como uma avalanche de culpa que enche até os porões da alma.… Continuar lendo

Estômago Retorcido x Cabeça Dilacerada [monólogo interior]

Release the dogs! É hora de deixar tudo para trás e sair correndo direto para casa do papai. Tudo é engraçado, até alguém se machucar. Vamos passar pelas cinco fases e os doze… Continuar lendo

Distorcendo fatos e criando verdades [monólogo interior]

De volta ao processo de diluição mental em cocaína e álcool. Em níveis altamente elevados. Estratosféricos. Alarmante. Agressivo! Como num grande clássico. Com raça, coração, garra. Por todos que acreditam. Em contos de… Continuar lendo

Texto sem sentido, para leitura sem atenção, direcionado às pessoas sem nada para fazer [monólogo interior]

Limite. Limite da cidade, da paciência, da corda. Acorda! Vai fazer alguma coisa da vida. No Aurélio é o que representa para alguém motivo de estímulo, de amor a vida. Não tenho. Talvez consiga comprar um… Continuar lendo

Esta é a nova realidade. Adapte-se! [monólogo interior]

Se não está bom como está, eles podem fazer pior. Mais amargo que limão passado. Como se isso importasse. Nada pode parar esta angustia que cresce, vira vontade, e sai na forma de… Continuar lendo

Carta aberta a todos os filhos da puta [monólogo interior]

Até provar que focinho de porco não é tomada o infeliz tomou o choque. Inside não é nada, aparência é tudo. E que tudo se foda! Não entra rasgando que na vida não… Continuar lendo

Em algum lugar entre o amor e a agonia [monólogo interior]

Preciso arrumar um jeito de aliviar esta raiva. Senhoras e senhores, se segurem. Você vive ou engana? Meu estilo de vida vai determinar como vai ser minha morte. Espere na linha, sua leitura… Continuar lendo

O caos, a culpa e o resto [monólogo interior]

Cresça! Up, up, up! Apareça. Agora trabalha oito horas por dia. Metade para o leão, a outra metade para a leoa. Metade do dinheiro gastei com mulher e drogas, a outra metade desperdicei.… Continuar lendo