A escolha de Mano [crônica]

Antes de mais nada, parabéns ao homem que disse SIM. Admiro ele. Vamos ao nada. Ninguém quer ajudar o Ricardo Teixeira a ser campeão da Copa no Brasil e eleito presidente da Fifa posteriormente. Se ele achava que tinha amigos, agora sabe que NÃO tem, e se tem, eles NÃO acreditam nele. Ninguém quis assumir a Seleção! Quando eu era criança eu pensava que quem era convocado para vestir a Amarelinha NÃO podia dizer NÃO. Sabe, como quando chega uma carta do exército em tempos de guerra? NÃO pode dizer NÃO!

Por mais que alguns questionem os meios que o presidente da CBF usa para atingir seus objetivos, difícil negar que ele é inteligente. Sendo assim, NÃO consigo acreditar que ele NÃO (pelo menos) sondou o Felipão para assumir o cargo. Tem muita seleção e clube com técnico que quer ele, imagina quem esta sem? Colocado isso, concluí-se que, nos bastidores, de uma forma educada e sutil como só um cavalheiro consegue ser, Ricardo Teixeira escutou de Luiz Felipe Scolari: NÃO. Como tudo supostamente ocorreu executivamente, explicações públicas são dispensáveis. Ele NÃO convidou e ele NÃO disse NÃO.

Depois de pensar, estudar, conversar, uma arapuca foi armada para o Muricy. Um convite para um bate papo matinal no quintal de Ricardo Teixeira, com a presença (quase) discreta da imprensa. Pressão nele! Pegaram o admirável técnico do Flu olhando desconfiadamente para uma câmera. O NÃO ia tomando forma. Assim como o mandatário do futebol brasileiro, o melhor técnico do Brasil em atividade é muito inteligente. Armaram para ele, ele sacou, e com a ajuda dos amigos pulou fora com classe. Das duas uma: o Fluminense bancou que o NÃO foi dele, ou fez um favor para Muricy sem ele precisar pedir.

Todo mundo acredita que Vanderlei Luxemburgo jamais diria NÃO. Que bom que antes dele na lista tinha Mano Menezes, e finalmente, depois de muitos NÃO, um SIM. NÃO creio que ele seja o melhor técnico do país, mais certamente esta entre eles. Diante do quadro desenhado, o que poderia ser feito? Leonardo? Para que? Já tivemos um Dunga! O currículo do Mano credencia ele para o trabalho. Lá tem vitórias Homéricas como a Batalha dos Aflitos. O relacionamento dele com Ronaldo e Roberto Carlos mostra que ele sabe lidar com estrelas. A situação do goleiro Felipe indica que ele respeita e dialoga bem com hierarquia. Boa sorte ao homem que disse SIM!

Ainda resta espaço para um pouco de teoria da conspiração. O que leva alguém a dizer NÃO a possibilidade de dirigir a Seleção Brasileira na Copa no Brasil?! Talvez esteja todo mundo apostando que este técnico não chega até 2014 no posto. Ele cai se não vencer as Olimpíadas. Aquele torneio que a gente da uma argentinada e treme. Será que alguém falaria NÃO menos de dois anos antes da Copa? Considerando que estamos fora das eliminatórias, a única competição oficial que nos resta antes da Copa do Mundo é a Copa das Confederações, um ano antes da cereja do bolo. Quem for o técnico ao término de 2012 será o escolhido. O homem que disse SIM tem a Copa América da Argentina em 2011 e as Olimpíadas de 2012 em Londres para se garantir.

Uma ajudinha ao grande Mano Menezes. Parreira assumiu a Seleção no meio do caminho das eliminatórias para Copa de 1994. Felipão esperou os fracassos de Luxa e Emerson Leão para montar o esquadrão do Penta. Zagalo assumiu a tropa do Tri depois de episódios, no mínimo, estranhos. Antes que acabe, a ajudinha que mencionei no começo do parágrafo: Poucos acreditavam que o Dunga chegaria a Copa, e menos ainda que ele faria o que fez.

NÃO 16 x 3 SIM

Foto: No hangar de São Carlos, funcionários da TAM limpam avião que levou a Seleção para Copa na África do Sul.

Anúncios